Dos meus dias

Viver consiste em construir recordações futuras. (Ernesto Sábato)


Deixe um comentário

sem rumo

É assim o país. Em estado de letargia, ao sabor das marés, num vai e vem constante que não nos leva a lugar algum. Não vejo um projeto, um destino. Nada! E quando aqueles que acreditaram que valia a pena lutar por um outro Portugal perdem toda a esperança, pergunto-me, uma vez mais, onde é que isto vai parar?

Anúncios