Dos meus dias

Viver consiste em construir recordações futuras. (Ernesto Sábato)


Deixe um comentário

das (muitas) tretas da comunicação social

Ao contrário do que alguns meios de comunicação social, nomeadamente o Público e as televisões nacionais, noticiaram, no próximo ano os professores do Ensino Superior NÃO vão ver os seus salários aumentados, nem vão escapar aos cortes a que todos os outros servidores do Estado estão sujeitos. O que está em causa é a correcção de uma ilegalidade: há pessoas que após a conclusão dos seus Doutoramentos (e não só) assinaram contratos em novas categorias (se não o fizessem perderiam o seu posto de trabalho), mas mantiveram os salários da categoria inferior, apesar de terem de cumprir todas as exigência próprias da nova categoria. Pois é!  Ao contrário do que alguém quer fazer parecer, os professores do Ensino Superior não são uma classe privilegiada, não senhor.


Deixe um comentário

setembro, o regresso e os recomeços

O regresso foi há muito e Setembro já vai longo. Mas este Setembro não é como os outros. Hoje, primeiro dia do novo ano lectivo, dei por terminado o anterior e com ele um capítulo da minha vida. A mudança há muito que estava anunciada, mas experienciá-la é outra coisa. O que se segue está algures entre o malabarismo e o ilusionismo. Fazer uns truques de facas, andar na corda bamba e tentar convencer o público de que percebemos alguma coisa da arte. Isso, e esperar que tudo corra pelo melhor. A entrada no plateau será lá para Fevereiro. Até lá o doutoramento é que mais ordena.